Museu Histórico Regional Frei Agostinho

Código: 9.79.37.5666

Nº SNIIC: SP-9463

Possui um acervo histórico e conta com visitas guiadas.

Email para divulgação: icmscultural2020@gmail.com

Telefone para divulgação: (33) 3511-2526

Endereço: Rua Doutor Romeu Lages, 1288 , Centro, 39830-000, Itambacuri, MG

CEP: 39830-000

Logradouro: Rua Doutor Romeu Lages

Número: 1288

Complemento:

Bairro: Centro

Município: Itambacuri

Estado: MG

Território Cultural (para utilização do Sistema de Museus): Mucuri

Descrição

.
Historia do prédio o qual abriga a Casa da Cultura

O prédio que abriga a Casa da Cultura Conhecido popularmente como Fórum Velho, o primeiro edifício de dois andares de Itambacuri, foi construído entre os anos de 1890 à 1900, por Manuel Antonio da Silva Pereira e seu filho Tenente João Antonio Teixeira Lages.
Durante anos a fio serviu como moradia de família até que, no ano de 1928, época em que pertencia ao Horácio Ferreira de Sousa Luz, foi adquirido pela Câmara Municipal, quando era Vereador Presidente o cidadão Manoel José de Magalhães, para nele serem instalados os serviços da administração municipal, antes sediados em local inadequado, situado na esquina da Avenida Dois de Agosto com a Rua Dr. João Antonio.
Acontece que a renda municipal da época, mal cobria as despesas inadiáveis e a dívida foi rolada até a quadra de 1936 a 1940, quando o município esteve sob administração do médico Dr. Antonio Avelino Pinheiro.
O prédio continuou com seus traços originais, com escada interna para o andar superior, até meados do ano de 1949. Neste ano, a administração municipal, liderada pela benemérita figura do cidadão Lauro Lopes da Silva, com seu prestígio junto à esfera estadual, conseguiu a elevação de Itambacuri a comarca. Por exigência legal, o prédio foi doado ao estado, com cláusula restritiva e sofreu certas modificações necessárias à instalação dos serviços forenses. Existem, porém, fotografias que retratam suas linhas originais.
A comarca foi inaugurada dia 06 de novembro de 1949, com retumbantes solenidades.
Por Lei estadual o prédio veio a denomina-se “Dr. Romeu Lages”, nome do primeiro filho de Itambacuri que conseguiu diploma de curso superior, conquista dificílima para a época.
Os serviços forenses, inclusive todos os cartórios foram instalados no prédio até inauguração no ano de 1979, do Palácio da Justiça, belíssima edificação iniciada na administração do Dr. Antonio Firmato de Almeida e concluída a administração do Sr. Ataliba José de Magalhães.
Daí em diante, no Antigo Fórum Velho, continuaram instalados os diversos cartórios, coletoria estadual (AF) e a delegacia de policia civil.
Mais tarde, após outra reforma, a edificação que mais parecia ruínas ao observador que passasse pela esquina da rua seráfica com a Horácio Luz, renasceu dando vida à hoje Casa da Cultura Serafim Ângelo da Silva Pereira.
O Museu é dedicado à história e à cultura de Itambacuri. Possui artefato de produtos indígenas, animais empalhados, medalhas de honra, livros, fotografias, etc.
Possui um bom acervo histórico e conta com visitas guiadas.

Galeria

evento entre e Baixar Planilha

O Museu encontra-se: aberto

Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira das 7h às 17h.

Entrada

Entrada é cobrada: não

Acessibilidade

Acessibilidade física:

Acessibilidade para pessoas com deficiências auditivas e visuais:

Atendimento aos turistas estrangeiros:

Instalações

Instalações básicas e serviços oferecidos:

O museu possui arquivo histórico? sim

O arquivo tem acesso ao público? sim

O Museu possui biblioteca? sim

A biblioteca tem acesso ao público? sim

O museu promove visitas guiadas? sim

Em caso positivo, especifique: SOMENTE mediante agendamento

Atividades educativas e culturais

O museu realiza atividades educativas e culturais para públicos específicos? n

Esfera: Pública

Tipo de Esfera: Municipal

Ano de abertura: 2008

Instrumento de criação:

Descrição: Não soube informar somente para instrumento do tipo "Outros"

Instituição mantenedora: Prefeitura Municipal de Itambacuri

Tipo: Tradicional/Clássico

O museu é de caráter comunitário? não

Temática: História

Para solicitar o Registro de Museus é simples. Basta seguir estes três passos:

  • 1. Preencher e assinar o Formulário de Solicitação de Registro, ao final da página.
  • 2. Fotocopiar os documentos solicitados (vide lista abaixo de acordo com a natureza administrativa da instituição).
  • 3. Reunir o Formulário devidamente preenchido e a documentação solicitada e entregar a documentação na sede do Ibram em Brasília ou enviar por correio com aviso de recebimento para o seguinte endereço:


    Instituto Brasileiro de Museus – Ibram
    Cadastro Nacional de Museus (CNM)
    Setor Bancário Norte, Quadra 02, Bloco N, 1º Subsolo
    Cep: 70040-020 – Brasília – DF

Documentação Necessária:
Museu Público Federal
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Público Estadual, Municipal e Distrital
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Privado
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora (com personalidade jurídica);
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
ATENÇÃO!
  • As despesas de autenticação e envio deverão correr por conta do museu solicitante;
  • O museu deverá manter atualizados todos os seus dados junto ao Registro de Museus, enviando toda a documentação comprobatória de qualquer alteração das informações já fornecidas;
  • No caso de inexistência de documento oficial que declare quem é o responsável pelo museu, será admitido como comprovação documento que contenha tal informação assinado pelo representante máximo da instituição mantenedora. Nessa situação, o representante máximo da instituição mantenedora deverá enviar cópia do seu RG, do CPF (autenticados em cartório) e documento oficial que declare sua ocupação neste cargo;
  • Museus que possuem filiais ou seccionais em endereços de visitação diferentes deverão responder um questionário para cada unidade.

Publicado por

Sandersom James Santos

Prestador de serviço e Consultor Cultura da Secretaria Municipal de Cultura.