Museu da Imagem e do Som de Belo Horizonte - MIS

Código: 8.57.30.5165

Nº SNIIC: SP-8753

O antigo Centro de Referência Audiovisual, desenvolve uma política ampla de apoio ao universo audiovisual da cidade, atuando em diversas frentes, da preservação à produção. Com sua sede na Av. Álvares Cabral e com o MIS Cine Sta. Tereza, tem a missão primordial de garantir o acesso aos acervos audiovisuais representativos da produção local, trabalhando na sua preservação, pesquisa e divulgação.

Site: http://www.bhfazcultura.pbh.gov.br/mis_painel

Email para divulgação: mis.fmc@pbh.gov.br

Telefone para divulgação: (31) 3277-4131

Informações Adicionais de Contato:
(31) 3277-6330

Endereço: Avenida Álvares Cabral 560, Centro, 30170-000, Belo Horizonte, MG

CEP: 30170-000

Logradouro: Avenida Álvares Cabral

Número: 560

Complemento:

Bairro: Centro

Município: Belo Horizonte

Estado: MG

Território Cultural (para utilização do Sistema de Museus): Metropolitano

Descrição

O MIS-BH mantém quase 70 mil itens, em reservas climatizadas, com monitoramento 24 horas. Possui uma equipe multidisciplinar formada por técnicos em museologia, conservação, história e cinema, que faz o tratamento de registros nos mais diferentes suportes: fílmicos, videográficos, fotográficos, fonográficos, tridimensionais e textuais. Todo esse acervo encontra-se disponível para a consulta. O MIS-BH tem uma variada grade de programação, que inclui: exposições, exibições de filmes, palestras e espetáculos em geral, tanto em sua sede, no MIS Cine Santa Tereza e em vários locais de Belo Horizonte.
A perspectiva de se criar uma instituição que preservasse a produção audiovisual de Belo Horizonte, remonta às discussões realizadas nos anos 1980 por produtores, cineastas, pesquisadores, artistas etc. Entretanto, é com a lei Nº 5.553, de 09 de março de 1989 que essa ideia se materializa. Em seu artigo 1º declara: “Fica o poder Executivo autorizado a instituir, por decreto, a Fundação ‘Museu da Imagem e do Som’”. Com vistas a se tornar base para a futura implantação do Museu da Imagem e do Som é criado em 1992 o Centro de Referência Audiovisual – CRAV, cuja efetiva inauguração ocorreu em 1995, no dia 16 de novembro.
O CRAV foi criado pela Prefeitura de Belo Horizonte e integrado à, então, Secretaria Municipal de Cultura. Sua primeira sede foi no casarão na Rua Estevão Pinto, 601, no bairro Serra. Em 2001 passou a ocupar o 5º andar do Edifício Chagas Doria, à Rua Sapucaí, 571. Com a criação da Fundação Municipal de Cultura (FMC) em 2005, o CRAV passou a fazer parte da estrutura da FMC. No dia 28 de abril de 2008, o CRAV foi inaugurado na Avenida Álvares Cabral, 560, na região central de Belo Horizonte.
No final de 2014, com a mudança administrativa ocorrida na Prefeitura de Belo Horizonte, através do decreto Nº 15.775, de 18 de novembro de 2014, o CRAV tornou-se Museu da Imagem e do Som (MIS-BH). Atualmente o MIS-BH está subordinado à Diretoria de Museus e Centros de Referência da FMC e tem na preservação do acervo audiovisual da cidade de Belo Horizonte a sua principal diretriz de atuação.
Em 26 de abril de 2016, o Museu da Imagem e do Som inaugurou o MIS Cine Santa Tereza, equipamento destinado à difusão do acervo do MIS e da linguagem audiovisual; à formação de público e à promoção do acesso à leitura. O espaço está situado à Rua Estrela do Sul, nº 89, no bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte.

Vídeos

evento entre e Baixar Planilha

O Museu encontra-se: aberto

Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 9h às 18h; terças, das 9h às 21h.

Entrada

Entrada é cobrada: não

Acessibilidade

Acessibilidade física:

Acessibilidade para pessoas com deficiências auditivas e visuais:

Atendimento aos turistas estrangeiros:

Instalações

Instalações básicas e serviços oferecidos:

O museu possui arquivo histórico? não

O arquivo tem acesso ao público? não

O Museu possui biblioteca? sim

A biblioteca tem acesso ao público? sim

O museu promove visitas guiadas? sim

Atividades educativas e culturais

O museu realiza atividades educativas e culturais para públicos específicos? n

Esfera: Pública

Tipo de Esfera: Municipal

Ano de abertura: 1995

Instrumento de criação:

Descrição:

Instituição mantenedora: Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte

Tipo: Tradicional/Clássico

O museu é de caráter comunitário? não

Temática: História

Para solicitar o Registro de Museus é simples. Basta seguir estes três passos:

  • 1. Preencher e assinar o Formulário de Solicitação de Registro, ao final da página.
  • 2. Fotocopiar os documentos solicitados (vide lista abaixo de acordo com a natureza administrativa da instituição).
  • 3. Reunir o Formulário devidamente preenchido e a documentação solicitada e entregar a documentação na sede do Ibram em Brasília ou enviar por correio com aviso de recebimento para o seguinte endereço:


    Instituto Brasileiro de Museus – Ibram
    Cadastro Nacional de Museus (CNM)
    Setor Bancário Norte, Quadra 02, Bloco N, 1º Subsolo
    Cep: 70040-020 – Brasília – DF

Documentação Necessária:
Museu Público Federal
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Público Estadual, Municipal e Distrital
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Privado
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora (com personalidade jurídica);
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
ATENÇÃO!
  • As despesas de autenticação e envio deverão correr por conta do museu solicitante;
  • O museu deverá manter atualizados todos os seus dados junto ao Registro de Museus, enviando toda a documentação comprobatória de qualquer alteração das informações já fornecidas;
  • No caso de inexistência de documento oficial que declare quem é o responsável pelo museu, será admitido como comprovação documento que contenha tal informação assinado pelo representante máximo da instituição mantenedora. Nessa situação, o representante máximo da instituição mantenedora deverá enviar cópia do seu RG, do CPF (autenticados em cartório) e documento oficial que declare sua ocupação neste cargo;
  • Museus que possuem filiais ou seccionais em endereços de visitação diferentes deverão responder um questionário para cada unidade.

Publicado por

CNM - Cadastro Nacional de Museus

O Cadastro Nacional de Museus já completou dez anos em operação e se constitui como uma fonte ampla de informações atualizadas sobre os museus do país. Objetiva produzir conhecimentos e informações sistematizadas sobre o campo museológico em toda a sua diversidade. Nesse período, foram mapeados mais de 3.500 museus em todo o território nacional.