Museu da Borracha Governador Geraldo Mesquita

Código: 8.33.51.6942

Nº SNIIC: SP-8595

O acervo oferece um panorama da história do estado, falando da descoberta da borracha, passando pela Revolução Acreana e terminando com o declínio dos seringais. O livro original do controle de imigração durante o Ciclo da Borracha, uniformes e armamentos do exército usados na Revolução Acreana e a réplica da casa de um seringueiro, com utensílios e acessórios originais, são alguns dos destaques.

Email para divulgação: museu.fem@ac.gov.br

Telefone para divulgação: (68) 3223-1202

Informações Adicionais de Contato:
(68) 3223-1202 / (68) 3224-6605 / (68) 3223-7717

museu.fem@ac.gov.br; suzianeallves@yahoo.com.br.

Endereço: Avenida Ceará 1441, Centro, 69900-670, Rio Branco, AC

CEP: 69900-670

Logradouro: Avenida Ceará

Número: 1441

Complemento:

Bairro: Centro

Município: Rio Branco

Estado: AC

Território Cultural (para utilização do Sistema de Museus):

Descrição

O Museu da Borracha é um espaço cultural dinâmico, destinado a coletar, pesquisar, conservar, expor e divulgar os testemunhos da cultura material e espiritual do Acre. Outro propósito é o de contar a História do Acre, o modo de vida do seu povo. O espaço de memória foi inaugurado em 05 de novembro de 1978, por ocasião do Centenário da imigração nordestina. O Museu possui um setor de documentação onde estão reunidos manuscritos, documentos impressos, jornais catalogados, revistas e publicações diversas, disponíveis para pesquisa. Além do setor de fotografia composto por um grande número de imagens importantes para a compreensão do cotidiano político e social do Estado.

O turista ao visitar o espaço vai conhecer de perto as exposições temporárias e permanentes sobre os seguintes temas: Paleontologia, Arqueologia, Etnografia, História sócio-econômica e religiosa.

Na Paleontologia estão expostos fósseis de animais pré-histórico tais como: a mandíbula de mastodonte e de crocodilo. No setor de Arqueologia encontramos peças do sitío Piarrã, como os vasos com figuras antropomórficas, suporte de panelas e lâminas de machado. A Etnografia abriga a cultura material de povos indígenas do Acre e do sudoeste do Amazonas, como: flechas, arcos, bordunas, cestarias, cerâmicas, colares, adornos e tecelagens. O setor histórico compreende peças referentes à colonização do Acre, tais como: armas, cofres, materiais de construções, garrafas, instrumentos de trabalho do seringueiro, artefatos de borracha. Uma das exposições que chama atenção é sobre a história do Santo Daime.

REVITALIZAÇÃO E REABERTURA

O Museu passou por obras de restauro e reestruturação e foi reinaugurado dia 21 de dezembro de 2018, reabrindo à visitação pública no dia 26. Espaço foi revitalizado, com arquitetura e outros pontos originais da época da borracha preservados.

Galeria

evento entre e Baixar Planilha

O Museu encontra-se: aberto

Horário de funcionamento: das 8h às 18h

Entrada

Entrada é cobrada: não

Acessibilidade

Acessibilidade física:

Acessibilidade para pessoas com deficiências auditivas e visuais:

Atendimento aos turistas estrangeiros:

Instalações

O museu possui arquivo histórico? não

O arquivo tem acesso ao público? não

O Museu possui biblioteca? sim

A biblioteca tem acesso ao público? sim

O museu promove visitas guiadas? sim

Atividades educativas e culturais

O museu realiza atividades educativas e culturais para públicos específicos? n

Esfera: Pública

Tipo de Esfera: Estadual

Ano de abertura: 1978

Tipo: Tradicional/Clássico

Temática: História

Para solicitar o Registro de Museus é simples. Basta seguir estes três passos:

  • 1. Preencher e assinar o Formulário de Solicitação de Registro, ao final da página.
  • 2. Fotocopiar os documentos solicitados (vide lista abaixo de acordo com a natureza administrativa da instituição).
  • 3. Reunir o Formulário devidamente preenchido e a documentação solicitada e entregar a documentação na sede do Ibram em Brasília ou enviar por correio com aviso de recebimento para o seguinte endereço:


    Instituto Brasileiro de Museus – Ibram
    Cadastro Nacional de Museus (CNM)
    Setor Bancário Norte, Quadra 02, Bloco N, 1º Subsolo
    Cep: 70040-020 – Brasília – DF

Documentação Necessária:
Museu Público Federal
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Público Estadual, Municipal e Distrital
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Privado
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora (com personalidade jurídica);
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
ATENÇÃO!
  • As despesas de autenticação e envio deverão correr por conta do museu solicitante;
  • O museu deverá manter atualizados todos os seus dados junto ao Registro de Museus, enviando toda a documentação comprobatória de qualquer alteração das informações já fornecidas;
  • No caso de inexistência de documento oficial que declare quem é o responsável pelo museu, será admitido como comprovação documento que contenha tal informação assinado pelo representante máximo da instituição mantenedora. Nessa situação, o representante máximo da instituição mantenedora deverá enviar cópia do seu RG, do CPF (autenticados em cartório) e documento oficial que declare sua ocupação neste cargo;
  • Museus que possuem filiais ou seccionais em endereços de visitação diferentes deverão responder um questionário para cada unidade.

Publicado por

CNM - Cadastro Nacional de Museus

O Cadastro Nacional de Museus já completou dez anos em operação e se constitui como uma fonte ampla de informações atualizadas sobre os museus do país. Objetiva produzir conhecimentos e informações sistematizadas sobre o campo museológico em toda a sua diversidade. Nesse período, foram mapeados mais de 3.500 museus em todo o território nacional.