Casa da Memória Arthur Dalmasso

Código: 6.63.27.8922

Nº SNIIC: SP-8189

Espaço para se lembrar as histórias do município de Teresópolis

Email para divulgação: sph.tere@gmail.com

Telefone para divulgação: (21) 2742-2910

Endereço: Praça Balthazar da Silveira, 91 , Várzea, 25953-190, Teresópolis, RJ

CEP: 25953-190

Logradouro: Praça Balthazar da Silveira

Número: 91

Complemento:

Bairro: Várzea

Município: Teresópolis

Estado: RJ

Território Cultural (para utilização do Sistema de Museus):

Descrição

Na década de 1920, sobre os escombros da Oficina Gráfica e da primeira Agência dos Correios, ergueu-se um belíssimo casarão com mistura de vários estilos arquitetônicos como o normando, neoclássico e art-noveau, contanto ainda com belos ladrilhos portugueses, metais e vidros franceses.
Construída como um presente do prefeito interino de Teresópolis, Sr. José Lino de Oliveira Leite, a sua esposa Cecília da Silva Leite. O local foi batizado de Villa Cecília tendo sua construção concluída em 1924.
Nos anos de 1932 à 1942, as dependências da Villa Cecília serviram de locação para o Ginásio Teresópolis, dirigido pelo professor Antônio Costa Maia, onde estudaram várias personalidades locais. Em 1941, Renato Ferro compõe o Hino a Teresópolis, para comemoração do cinquentenário do município, e os alunos do Ginásio cantam pela primeira vez o hino nas escadarias do casarão.
Na década de 1940 o Hotel Atlântica passa a utilizar o prédio, sendo este substituído pela sede do Hotel Savoy, de propriedade do professor Nobile Henriques; na década seguinte. No ano de 1960 o pintor Fernando Martins monta seu ateliê, na garagem do Hotel Savoy, executando ali aproximadamente 3000 quadros.
Após este período o prédio passa abrigar a CENTEL, oficina de consertos de eletrônicos. No ano de 1987, a Villa foi desapropriada de José Hamilton Braga de Oliveira, através do decreto 1.050 de 20 de janeiro daquele ano pela Prefeitura Municipal.
No ano seguinte o INEPAC (Instituto Estadual do Patrimônio Cultural) concluiu o processo de tombamento do imóvel, e neste mesmo ano foram feitas reformas, organizadas pela Secretária de Cultura Marionor de Mello Couto.
Entre 1990 e 2000 o prédio abrigou a Biblioteca Municipal Antônio Paulo Capanema de Souza, sofrendo neste período uma pequena obra com empenho da Secretária de Cultura Sandra Pimentel, que fundou na época a associação SOS Biblioteca Municipal.
No ano de 2008 são retomadas obras de restauração da Villa, por exigência do INEPAC com recursos do HSBC Bank Brasil S/A. Concluidas as obras, foi inaugurada em 6 de julho de 2009; a Casa da Memória Arthur Dalmasso, prestando uma homenagem ao médico, pintor, poeta e deputado da cidade; que foi membro fundador da Academia Teresópolitana de Letras, da SOARTES e da Faculdade de Medicina de Teresópolis, atual UNIFESO.
Na Casa da Memória funciona também o Serviço de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do município, que possui em seu acervo inúmeras fotos de época, livros históricos, objetos antigos, quadros, moedas e itens diversificados que ajudam a contar a história de nossa cidade.
PARABÉNS! O FVA 2019 deste Museu já foi preenchido.

O Ibram agradece a contribuição no levantamento de informações sobre o campo museal.

Em caso de dúvidas, alteração de informações ou se você é o(a) responsável pelo museu e quer responder novamente, entre em contato conosco pelo email cpai@museus.gov.br ou pelos telefones (61) 3521-4410, (61) 3521-4291, (61) 3521-4330, (61) 3521-4329, (61) 3521-4292
evento entre e Baixar Planilha

O Museu encontra-se: aberto

Horário de funcionamento: Terça a Domingo das 10:00 às 17:00

Entrada

Entrada é cobrada: não

Acessibilidade

Acessibilidade física:

Acessibilidade para pessoas com deficiências auditivas e visuais:

Atendimento aos turistas estrangeiros:

Instalações

Instalações básicas e serviços oferecidos:

O museu possui arquivo histórico? sim

O arquivo tem acesso ao público? sim

O Museu possui biblioteca? sim

A biblioteca tem acesso ao público? sim

O museu promove visitas guiadas? sim

Em caso positivo, especifique: Sem necessidade de agendamento

Atividades educativas e culturais

O museu realiza atividades educativas e culturais para públicos específicos? s

Em caso positivo, especifique: escolha a(s) que mais se adeque(m)

Esfera: Pública

Tipo de Esfera: Municipal

Ano de abertura: 2009

Instrumento de criação:

Descrição:

Instituição mantenedora: Prefeitura de Teresópolis

Tipo: Tradicional/Clássico

Temática: História

Somente para museus virtuais

Possui acervo material: sim

Para solicitar o Registro de Museus é simples. Basta seguir estes três passos:

  • 1. Preencher e assinar o Formulário de Solicitação de Registro, ao final da página.
  • 2. Fotocopiar os documentos solicitados (vide lista abaixo de acordo com a natureza administrativa da instituição).
  • 3. Reunir o Formulário devidamente preenchido e a documentação solicitada e entregar a documentação na sede do Ibram em Brasília ou enviar por correio com aviso de recebimento para o seguinte endereço:


    Instituto Brasileiro de Museus – Ibram
    Cadastro Nacional de Museus (CNM)
    Setor Bancário Norte, Quadra 02, Bloco N, 1º Subsolo
    Cep: 70040-020 – Brasília – DF

Documentação Necessária:
Museu Público Federal
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Público Estadual, Municipal e Distrital
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Privado
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora (com personalidade jurídica);
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
ATENÇÃO!
  • As despesas de autenticação e envio deverão correr por conta do museu solicitante;
  • O museu deverá manter atualizados todos os seus dados junto ao Registro de Museus, enviando toda a documentação comprobatória de qualquer alteração das informações já fornecidas;
  • No caso de inexistência de documento oficial que declare quem é o responsável pelo museu, será admitido como comprovação documento que contenha tal informação assinado pelo representante máximo da instituição mantenedora. Nessa situação, o representante máximo da instituição mantenedora deverá enviar cópia do seu RG, do CPF (autenticados em cartório) e documento oficial que declare sua ocupação neste cargo;
  • Museus que possuem filiais ou seccionais em endereços de visitação diferentes deverão responder um questionário para cada unidade.