Centro Cultural Banco do Brasil - Belo Horizonte

Código: 1.42.61.4106

Nº SNIIC: SP-14557

Inaugurado em 27 de agosto de 2013, o CCBB Belo Horizonte é resultado de uma parceria entre o Banco do Brasil e o Governo do Estado de Minas Gerais e integra o Circuito Liberdade, complexo de antigos prédios da administração pública que se tornaram espaços de cultura, artes e lazer, em um dos mais belos cartões postais da capital mineira.

Site: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/belo-horizonte/

Email para divulgação: ccbbbh@bb.com.br

Telefone para divulgação: (31) 3431-9400

Endereço: Praça da Liberdade, 450 , Funcionários, 30140-010, Belo Horizonte, MG

CEP: 30140-010

Logradouro: Praça da Liberdade

Número: 450

Complemento:

Bairro: Funcionários

Município: Belo Horizonte

Estado: MG

Território Cultural (para utilização do Sistema de Museus): Metropolitano

Descrição

O prédio que abriga o CCBB Belo Horizonte, na Praça da Liberdade, teve sua construção iniciada em 1926. O arquiteto Luiz Signorelli, fundador da Escola de Arquitetura da Universidade de Minas Gerais, recebeu a incumbência de elaborar um projeto para as instalações da então Secretaria de Segurança e Assistência Pública, extinta justamente na data de inauguração do prédio, no dia 7 de setembro de 1930.

Pouco tempo depois, a sede da Secretaria do Interior, que anexara a Segurança e Assistência Pública, foi transformada no Comando Geral das Forças Revolucionárias, durante a Revolução de 1930. Mais recentemente, o local abrigava a Secretaria da Defesa Social e a Procuradoria Geral do Estado.

Em agosto de 2009, foram iniciadas oficialmente as obras de restauração e adaptação do prédio onde viria a funcionar o CCBB Belo Horizonte.

Inaugurado em 27 de agosto de 2013, o CCBB Belo Horizonte é resultado de uma parceria entre o Banco do Brasil e o Governo do Estado de Minas Gerais e integra o Circuito Liberdade, complexo de antigos prédios da administração pública que se tornaram espaços de cultura, artes e lazer, em um dos mais belos cartões postais da capital mineira. É a sexta instituição cultural mais visitada no Brasil e a 95º no mundo, de acordo com o ranking da publicação inglesa The Art Newspaper (abril/2014).
O prédio possui uma área construída de aproximadamente 12.000m2. O CCBB ocupa, atualmente, 8.000 m2 desse total.
evento entre e Baixar Planilha

O Museu encontra-se: aberto

Horário de funcionamento: Quarta a segunda, das 9h00 às 21h00

Entrada

Entrada é cobrada: não

Descrição do valor da entrada: Exposição, ideias e programa educativo – Acesso gratuito.
Artes Cênicas (teatro, dança e ópera) e música: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada).
Cinema: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada)

Acessibilidade

Acessibilidade física:

Acessibilidade para pessoas com deficiências auditivas e visuais:

Atendimento aos turistas estrangeiros:

Instalações

Instalações básicas e serviços oferecidos:

O museu possui arquivo histórico? não

O arquivo tem acesso ao público? não

O Museu possui biblioteca? não

A biblioteca tem acesso ao público? não

O museu promove visitas guiadas? sim

Em caso positivo, especifique: Sem necessidade de agendamento

Atividades educativas e culturais

O museu realiza atividades educativas e culturais para públicos específicos? s

Em caso positivo, especifique: escolha a(s) que mais se adeque(m)

Esfera: Privada

Tipo de Esfera: Mista

Ano de abertura: 2013

Tipo: Tradicional/Clássico

Temática: Artes, arquitetura e linguística

Para solicitar o Registro de Museus é simples. Basta seguir estes três passos:

  • 1. Preencher e assinar o Formulário de Solicitação de Registro, ao final da página.
  • 2. Fotocopiar os documentos solicitados (vide lista abaixo de acordo com a natureza administrativa da instituição).
  • 3. Reunir o Formulário devidamente preenchido e a documentação solicitada e entregar a documentação na sede do Ibram em Brasília ou enviar por correio com aviso de recebimento para o seguinte endereço:


    Instituto Brasileiro de Museus – Ibram
    Cadastro Nacional de Museus (CNM)
    Setor Bancário Norte, Quadra 02, Bloco N, 1º Subsolo
    Cep: 70040-020 – Brasília – DF

Documentação Necessária:
Museu Público Federal
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Público Estadual, Municipal e Distrital
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e do CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora;
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
Museu Privado
  • CPF e RG (autenticados em cartório) do responsável pelo museu;
  • Documentação que comprove que o titular do RG e CPF enviados é o responsável pelo museu, que poderá ser através de termo de posse, ato de nomeação, ou outro documento congênere;
  • CNPJ do museu ou da instituição mantenedora (com personalidade jurídica);
  • Instrumento de criação do museu ou outro documento oficial da instituição à qual o museu esteja subordinado/vinculado;
  • Termo de Solicitação do Registro preenchido.
ATENÇÃO!
  • As despesas de autenticação e envio deverão correr por conta do museu solicitante;
  • O museu deverá manter atualizados todos os seus dados junto ao Registro de Museus, enviando toda a documentação comprobatória de qualquer alteração das informações já fornecidas;
  • No caso de inexistência de documento oficial que declare quem é o responsável pelo museu, será admitido como comprovação documento que contenha tal informação assinado pelo representante máximo da instituição mantenedora. Nessa situação, o representante máximo da instituição mantenedora deverá enviar cópia do seu RG, do CPF (autenticados em cartório) e documento oficial que declare sua ocupação neste cargo;
  • Museus que possuem filiais ou seccionais em endereços de visitação diferentes deverão responder um questionário para cada unidade.

Publicado por

Rafaela Gueiros

Formada em Licenciatura em Artes Plásticas pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), pós-graduada pela UnB (Universidade de Brasília) em Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas e em Gestão do Patrimônio Histórico e Cultural pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Mestre em Ciência da Informação pela UnB (PPGCInf/FCI - Universidade de Brasília).